Buscar
  • Henrique Girardi

A importância da Gestão de Projetos

Trabalhando com consultoria, nos últimos anos, a disciplina de gestão de projetos (GP) tem sido muito útil no desenvolvimento dos trabalhos e na implementação de uma cultura mais forte de gestão dentro das organizações.


Em novembro do ano passado ministrei a disciplina de gestão de projetos na UNIVATES em Lajeado e tive o prazer de debater com os alunos a aplicação da gestão de projetos em diferentes contextos. A gestão de projetos é um conceito de gestão usado não só para conduzir os objetivos de negócios, mas também alguns fatores que envolvem a agenda econômica de países em desenvolvimento (Ofori, 2013). O gerenciamento de projetos consiste em administrar conflitos, e trade-offs¹, de forma a maximizar os benefícios decorrentes da execução do projeto, focando na eficiência da aplicação dos recursos disponíveis durante o desenvolvimento do projeto (MORIOKA & CARVALHO, 2014).


O gerenciamento ineficiente pode representar em prazos perdidos, estouros de orçamento, má qualidade, retrabalho, perda de reputação para a organização, partes interessadas insatisfeitas, e incapacidade de alcançar os objetivos para os quais o projeto foi empreendido (PMI, 2017). O tema gestão de projetos é importante para qualquer tipo de organização - seja ela pública ou privada, com ou sem fins lucrativos, de pequeno, médio ou grande porte. Existe, de forma geral, grande interesse, principalmente, por parte de gestores, em melhorar continuamente o desempenho de processos. O desafio dos líderes é gerenciar orçamentos cada vez mais apertados, prazos mais curtos, recursos mais escassos e uma tecnologia que muda cada vez mais rápido (PMI, 2017).


O projeto deve ser entendido como um esforço temporário que pode ser empreendido para criar um produto, serviço ou algum outro resultado (PMI, 2017). Além da temporariedade, outra característica importante dos projetos é a individualidade, ou seja, significa realizar algo novo, que não tenha sido realizado antes (VARGAS, 2018).


Os projetos são realizados para atender objetivos por meio da produção de entregas. Essas entregas podem ser tangíveis ou intangíveis, sendo um produto, resultado ou capacidade que deve ser produzida para concluir um processo, fase ou projetos. Os projetos podem ser desenvolvidos em todos os níveis organizacionais, envolver um único indivíduo ou um grupo de pessoas, uma única organização ou múltiplas unidades organizacionais de diferentes organizações (PMI, 2017).


A natureza temporária dos projetos indica que eles têm um tempo determinado, com início e término definidos. Isso não quer dizer que seja, necessariamente, de curta duração. A finalização do projeto ocorre quando os objetivos do projeto foram alcançados; quando os objetivos não serão ou não poderão ser cumpridos; quando os recursos estão esgotados ou não estão mais disponíveis para alocação no projeto, e quando a necessidade inicial não existe mais, ou recursos humanos ou físicos não estão mais disponíveis; ou quando o projeto é finalizado por motivo legal ou por conveniência. Os projetos são temporários, mas suas entregas podem existir e permanecer mesmo após o encerramento do projeto. Essas entregas podem ser de natureza social, econômica, material ou ambiental. A construção de um monumento ou ponte, por exemplo, podem criar uma entrega que pode durar décadas ou séculos (PMI, 2017).


O objetivo do projeto é definido como o resultado ao qual o trabalho será orientado, podendo ser uma posição estratégica ou um propósito a ser atingido, um produto ou serviço a ser desenvolvido. Os objetivos de um projeto podem produzir uma ou mais das seguintes entregas: um produto que pode ser um componente de outro item; um aprimoramento ou correção de um item ou um novo item final, como, por exemplo, a correção de um defeito, como em casos de recall de automóveis, onde a fabricante identifica algum item a ser corrigido e convoca todos os consumidores a levarem seus automóveis para revisão; a entrega pode ser um serviço ou uma capacidade de realizar um serviço, por exemplo, uma função de negócios que ajuda na produção ou distribuição; um resultado, como um produto ou documento, como, por exemplo, um projeto de pesquisa que desenvolve o conhecimento que pode ser usado para determinar se uma tendência existe ou se um novo processo beneficiará a sociedade, como caso de desenvolvimento de uma vacina; e uma combinação única de um ou mais produtos, serviços ou resultados, como, por exemplo, um aplicativo de software, ou documentação associada e serviços de centrais de atendimento (PMI, 2017). O valor em projetos refere-se aos benefícios que os resultados específicos geram às partes interessadas.


A implementação de projetos tem grande relevância para as organizações, pois pode impulsionar mudanças e ajudar a mover a organização de um estado a outro. Este resultado desejado é chamado de estado futuro. Em alguns projetos, isso pode exigir a criação de um estado de transição em que várias etapas são planejadas e executadas ao longo de um período para então se chegar ao estado futuro desejado. A conclusão bem sucedida resulta na passagem da organização para o estado futuro e o atingimento do objetivo específico (PMI, 2017).