Buscar
  • Henrique Girardi

Disciplina para atingir os prazos

que possa parecer é frequente ver a situação em que profissionais, com autonomia, estabelecem prazos e depois não conseguem cumprir.


A primeira reação pode ser "como esse gestor não conseguiu atingir o prazo que ele mesmo definiu?" A princípio parece muita incompetência. Contudo, é um cenário bem comum. É da natureza humana esse dificuldade.


Muitas vezes os prazos são extremamente desafiadores e difíceis de serem alcançados. Acaba-se, em muitos casos, por menosprezar ou subestimar o esforço necessário. Já aconteceu contigo? Com sua equipe? Comigo, sim. E vejo acontecer em muitas empresas. São muitas as razões.


Esse cenário é ainda mais comum em empresas com um grau de maturidade de gestão em estágios iniciais de desenvolvimento. Nessas reuniões é comum ver a expressão "sair da caixa", "sair do dia a dia". Talvez, nesse sentido, muitos profissionais acabam realmente saindo demais da caixa e do dia a dia. O tempo é um dos recursos mais importantes e fundamentais na execução de atividades.


Em alguns casos, quando estamos em uma reunião de planejamento estamos motivados em definir planos, objetivos e metas, e, por vezes, perdemos um pouco a realidade e o senso de dificuldade de realizar e executar esses prazos.


Perdemos a realidade do tempo. Para alcançar os prazos é preciso ter muita disciplina e ritmo. É comum, nas primeiras dificuldades de atingir os prazos, os gestores apresentarem propostas de novos prazos ou fazerem análises rasas dos motivos pelo qual os prazos não serão alcançados. É função do gestor supervisionar e exigir a disciplina de seus subordinados.


A sugestão é acompanhar frequentemente o andamento das atividades e o atingimento dos prazos. Entenda porque os prazos não estão sendo cumpridos e quais são as reais dificuldades. Não pare de buscar a melhoria contínua.