Buscar
  • Maurício Ataíde

Os carros elétricos e a inovação criadora de mercado

Nos últimos dias uma notícia chamou a atenção para aqueles que acompanham o mundo das IPOs (Initial Public Offering ou Oferta Pública Inicial), sigla que indica o processo pelo qual uma empresa abre seu capital pela primeira vez, através da negociação de ações na bolsa de valores. A Nikola Corp, grande rival da Tesla - montadora de carros elétricos do polêmico Elon Musk -, estreou na Bolsa de Valores valendo mais que gigantes do setor como Ford e Fiat Chrysler.


Até o dia 10/06 a startup atingiu o valor de mercado de U$ 31 bilhões, enquanto Ford e Fiat Chrysler valem U$ 27,5 bilhões e U$ 20 bilhões, respectivamente. Mas o que chama mais atenção nos valores é o histórico de receita das empresas. Enquanto as organizações já consolidadas geram, anualmente, mais de U$ 100 bilhões cada, a Nikola jamais fabricou um de seus carros e, consequentemente, acumulou receita.


Mas o que está por trás de uma startup com zero faturamento já entrar no mercado valendo mais do que as históricas marcas?


Clayton Christensen, autor de livros como "O Dilema da Inovação" e "O Paradoxo da Prosperidade", destaca em seus estudos que existem três tipos de inovação:


  • a inovação de eficiência, que permite às organizações fazer mais com menos;

  • a inovação de sustentação; que geralmente são inovações incrementais em produtos e serviços já existentes;

  • e as inovação criadoras de mercado, que geram resultados acessando consumidores até então não acessados.

Empresas como a Tesla e a Nikola Corp conseguem chegar a valores tão impressionantes de mercado por estarem atuando no terceiro tipo de inovação. Em um mundo onde cada vez mais se discute o reflexo da escolha dos consumidores no meio ambiente, os carros elétricos parecem ser o futuro mais próximo quando pensamos em automóveis sustentáveis.


Porém, ao se pensar em qualquer tipo de produto ou serviço criador de mercado é necessário entender que nem sempre os resultados aparecerão rapidamente. A Tesla por exemplo, antes de colocar qualquer dos seus automóveis nas ruas, teve foco em criar sua rede de abastecimento na maior área possível dos Estados Unidos. Além de entregar seu principal produto, o carro, a marca também gera valor ao mostrar aos seus consumidores que eles terão fácil acesso para reabastecer seus veículos e se coloca um passo a frente de seus concorrentes.


As inovações criadoras de mercado têm o poder de movimentar inúmeros negócios em seu entorno e gerar uma cadeia de valor antes não conhecida. Isso explica o por quê de muitas startups, antes mesmo de operarem com resultado positivo, estarem com tanto valor de mercado.


  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone Spotify
  • Preto Ícone SoundCloud
Newsletter

Insira aqui seu e-mail para receber nossas newsletters e outros conteúdos: